Publicado em

Quais são os pontos turísticos e onde ficar em Playa del Carmen?

Foi somente a partir dos anos 70 que o lado leste do litoral mexicano (na Península de Yucatán) passou a fazer parte dos planos do governo do país. Não demorou muito para que uma invasão de empreendimentos turísticos tomasse conta da região, até que, no início dos anos 90, a hoje famosa “Playa del Carmen”— com seus principais pontos turísticos—despontasse em meio a todo esse esplendor imobiliário, para ser considerada uma das principais representantes do turismo no mundo.

Localizada na chamada “Riviera Maya” — costa da região sul de Cancun —, a Playa del Carmen faz parte de um privilegiado circuito turístico, que abriga, entre outras atrações, os Parques Xplor Park, Xcaret, o sítio arqueológico de Tulum, além de uma infinidade de locais sagrados, onde, a cada passo, respira-se um pouco da história da civilização maia.

No entanto, jamais se imaginou que, de um simples pier (praticamente ignorado) construído para a partida de balsas (ou ferrys) em direção à ilha de Cozumel, a praia se tornaria uma referência do turismo no México, tendo a audácia de disputar com a própria Cozumel o interesse dos milhões de turistas que visitam a Península de Yucatán anualmente.

Veja a seguir uma lista com alguns dos principais pontos turísticos da Playa del Carmen. Além de sugestões de hotéis para todos os gostos e objetivos durante a visita.

Cancun fica no litoral leste do México.

Quais os principais pontos turísticos de Playa del Carmen?

1. Parque Ecológico Xcaret

Reserva ecológica natural, o Xcaret impressiona por ser um imenso zoológico subterrâneo.

Com uma área em torno de 80 hectares, o Xcaret (“Pequena Baía”) é, na verdade, um zoológico natural que, de um antigo local para rituais sagrados do povo maia, tornou-se um dos principais pontos turísticos de Playa del Carmen, principalmente pela sua história riquíssima e, obviamente, pelas suas belezas naturais, como os incríveis cenotes sagrados, as pequenas praias por todo o seu percurso, rios subterrâneos, grutas, entre outras preciosidades.

O parque foi criado em 1990, e logo transformado em uma reserva ecológica com dezenas de opções de divertimento, como o snorkeling em rios subterrâneos, o famoso “Museu Vivo de Orquídeas”, a “Caverna do Morcego”, a “Ilha dos Jaguares”, um incrível borboletário, o exótico aviário, e, para completar, o “Espetáculo dos Golfinhos”, que fecha magnificamente o passeio.

2. Quinta Avenida

A Quinta Avenida é a “Riviera Francesa” de Playa del Carmen. Uma avenida com quase 4 km, rente ao mar, e repleta de opções de lazer, como bares, cafés, restaurantes, lojas de grifes, entre outras atrações que a fazem ser considerada um ponto turístico obrigatório em Playa del Carmen.

É de lá que partem as vans em direção a Cancun e demais pontos turísticos, e onde podem ser encontradas as famosas “tiendas”, repletas de artesanatos e bijuterias que fazem parte da cultura local, como as “guayaberas”, as “huipiles”, os artefatos de couro, a cerâmica e muitos outros objetos e utensílios que trazem as marcas ainda visíveis do passado ancestral.

A avenida chama a atenção, também, pela sua infinidade de marcas famosas. Algumas como Victória’s Secret, Diesel, Lacoste, Zara, Levi’s são procuradas por turistas de todo o mundo. Também as premiadas Starbucks, Haagen-Daz, além dos bares e restaurantes locais, fazem a festa de turistas e nativos da região.

A Quinta Avenida é a “Riviera Francesa” da Playa del Carmen, e para onde converge o turismo da região.

3. Pier do Ferry

O Pier do Ferry se confunde com a própria história da Playa del Carmen, já que foi a partir desse ponto que a praia despontou para o mundo.

Com uma localização privilegiada — a cerca de meia hora do centro —, é considerado um dos locais mais divertidos da região, pois é possível sentar tranquilamente em um dos seus vários barzinhos e tomar uma cerveza mexicana ou uma tequila, enquanto aguarda o embarque, admirando o vai e vem de indivíduos e artistas de rua de todas as partes do mundo; e, no final, comprar um souvenir em uma das inúmeras lojinhas do pier.

O curioso é que o objetivo do píer, inicialmente, era ser apenas um ponto de passagem — o local de onde partiriam os ferrys em direção à ilha de Cozumel —, no entanto, os próprios visitantes deram ao local uma missão bem melhor: ser um dos principais pontos turísticos de Playa del Carmen.

O Pier do Ferry se confunde com a própria história da Playa del Carmen, principalmente por ter surgido a partir dele.

4. Shopping Aberto Paseo del Carmen

Para quem já conheceu o suficiente dos chamados “locais sagrados” da região, poderá dedicar-se agora a um roteiro bastante familiar para um turista: as compras!

E o local escolhido pode ser esse shopping a céu aberto, a 60 minutos da região central de Cancun, nas imediações da Quinta Avenida e do Pier do Ferry. É considerado o mais famoso shopping da localidade, e chama a atenção pela beleza da sua área verde e pelas inúmeras lojas de grife.

A Old Navy, Villebequin, Zara, Guess, Tommy e uma praça de alimentação entre as melhores de Cancun — pela presença das famosas Starbucks, Haagen-Daz, Subway, Kin Mayab, entre outros espaços —, fazem a alegria dos turistas de todas as idades.

O shopping ainda possui duas opções de estacionamento: o “Self-Parking” (na parte de trás do shopping, ao valor de 12 pesos mexicanos ou +/- R$ 2,00 p/hora) e o “Valet-Parking” (ao lado; e ao valor de 15 pesos mexicanos ou +/- R$ 2,55 p/hora).

Para quem já teve o suficiente dos passeios culturais e ecológicos, o Shopping Aberto é a oportunidade de finalmente ir às compras em Playa del Carmen.

5. Xplor Park

No meio da Selva Maya, nas profundezas de uma região subterrânea, cercado por uma natureza rica e exuberante, eis que surge um dos principais pontos turísticos de Playa del Carmen, o “Explorer Park”, uma atração reservada exclusivamente para os que têm nervos à flor da pele.

As principais atividades do parque, são:

  • Passeio de balsa pelo rio no interior de uma gruta;
  • Snorkeling sob um rio de águas calmas e cristalinas, numa região cercada por curiosas formações de estalactites; e, ao final do percurso, um cenote utilizado como local para rituais dos antigos maias;
  • O “Passeio Anfíbio”, com um pequeno jipe (que você mesmo dirige) por entre as formações rochosas, grutas, trilhas de rali, entre outros pontos do parque;
  • Tirolesa, que pode terminar em terra firma ou na água (a depender do seu nível de tolerância a sustos);
  • Passeio de balsa pelo lago Hamacuatizaje;
  • Rafting em uma das várias corredeiras que serpenteiam a selva;
  • O passeio noturno ou “Explor Fuego;

Entre outras experiências bastante originais.

A tirolesa é considerada a principal atividade do Xplor, e também a que causa mais pânico.

6. 3D Museum of Wonders

Muitos se perguntam: por que um espaço como esse pode ser praticamente ignorado pelos nativos e turistas?

O 3D Museum é considerado uma das maiores experiências a que se pode ter direito em Playa del Carmen. Ele é definido como um museu interativo, onde quase 60 pinturas em 3D, de vários artistas do mundo, são expostas no chão.

A magia acontece a partir da interação com os visitantes, pois é quando parece que as obras ganham vida, e “saltam” bem diante dos olhos dos turistas, que mal conseguem acreditar no fenômeno.

A entrada custa U$ 25,00 (gratuita aos domingos) e permanece aberto diariamente (com direito a meia entrada para estudantes).

São infinitas as possibilidades dentro do 3D Museum.

Onde ficar na Playa del Carmen?

1. Hotel Plaza Playa

Na Quinta Avenida, o Plaza Playa desponta como um dos hotéis mais requisitados da região. A variedade de bares, restaurantes, lojas de conveniências, entre outros empreendimentos, torna a avenida a principal atração turística de Playa del Carmen.

A hospedagem inclui uma cama ampla, ambiente limpo, ar-condicionado, Internet (razoável), estacionamento gratuito (externo e interno), café da manhã com buffet (pago), além do privilégio de estar a poucos metros dos parques Xel-Ha e Xcaret, entre outras atrações.

As diárias ficam em torno de R$ 147,00 — um valor acessível, principalmente quando se leva em consideração a localização; cercada pelas principais lojas de grifes do planeta, mas sem o agito de alguns trechos dessa região.

Em plena 5ª Avenida está um dos hotéis mais acessíveis da Playa del Carmen.

2. Koox Caribbean Paradise Hotel

Também na 5ª Avenida, em um local privilegiado pelo fato de estar cercado por toda a infraestrutura da Playa del Carmen – porém afastado do agito típico de algumas regiões que compõem os seus quase 120 km de extensão –, o Koox Caribbean se destaca dos demais por conseguir aliar excelente localização, preço acessível e ótimo atendimento.

A sua estrutura é padrão: 1 piscina (elogiadíssima), quartos limpos, banheiro adequado, ar-condicionado, Tv, wi-fi (razoável), e, principalmente, funcionários bastante educados e atenciosos, que não medem esforços para orientar os hóspedes em todos os pormenores durante a sua estadia.

Com diárias que não ultrapassam os R$ 104,00, pode ser apreciado em sua parte interna e externa, já que, do lado de fora, diversas atrações se encarregam de oferecer momentos de entretenimento.

O Koox Caribbean surpreende, por aliar localização, bom atendimento e preço acessível.

3. Caracol Suite Hotel

Uma característica interessante da Playa del Carmen é que, apesar de ser um dos pontos turísticos mais procurados nos últimos anos, o visitante não terá dificuldades em encontrar uma hospedagem que se encaixe no limite de gastos que foi determinado para o passeio.

O Caracol Suite Hotel é um exemplo disso. As suas diárias não ultrapassam o valor equivalente a R$ 66,00, o que é considerado perfeito para aqueles que precisam de uma estadia para 1 ou 2 dias e não se incomodam com o fato de o local deixar um pouco a desejar nos quesitos conforto e infraestrutura.

Também está localizado na 5ª Avenida (nas proximidades da praia), e o seu serviço inclui café da manhã simples, banheiro razoável, quartos grandes e limpos, TV, suíte e um restaurante bastante popular do lado de fora do hotel.

Para 1 ou 2 noites, o Caracol Suíte é um dos preferidos entre os mochileiros

4. Mahekal Beach Resort

Aqui o padrão muda consideravelmente de patamar. Estamos falando de um hotel que, por si só, é considerado uma atração turística da Playa del Carmen.

Suas diárias custam, em média, R$ 648,00, no entanto, a estrutura (de um hotel localizado em plena 5ª Avenida e perto dos principais clubes privados da região) compensa o investimento e torna a visita a Playa del Carmen muito mais agradável.

O Mahekal é um hotel rústico, de frente para o Mar do Caribe, e com restaurantes de 1ª classe, quartos amplos, limpos e bem equipados, três piscinas dignas de um hotel 5 estrelas (com bordas infinitas em um deles), “café da manhã dos sonhos”, o famoso jantar na areia, com música ao vivo, além de um atendimento dos melhores da região.

E para completar, participação de artistas locais, música ao vivo, um espaço para que o hóspede se entretenha com a fabricação de pequenas peças de cerâmica, entre outras atividades, fazem desse hotel, de acordo com os que já o visitaram, um dos mais agradáveis e acessíveis de Cancun.

Um restaurante de 1ª classe, piscinas dignas de um hotel 5 estrelas, entre outros serviços impecáveis fazem desse hotel um dos mais apreciados pela classe A.

5. The Palm at Playa

Atendimento! Essa é, na opinião de 10 entre 10 visitantes, a maior qualidade desse hotel localizado em uma das inúmeras travessas da 5ª Avenida.

Apesar de pequeno, chama a atenção pela sua atualidade e sofisticação, pois é decorado com o que recomenda a arquitetura moderna, para a qual a simplicidade deve ser aliada ao conforto e à praticidade.

A estrutura oferece quartos grandes e confortáveis, sala de visitas (com TV), Internet excelente, dois banheiros, estacionamento gratuito, piscina, jacuzzi, bar, restaurante, academia, espaço para meditação, além de um entorno calmo e silencioso — apesar da sua localização.

As diárias não ultrapassam os R$ 473,00 e, pelas suas características, é um dos mais procurados por casais em lua-de-mel, devido aos diversos mimos e regalias oferecidos para os recém-casados.

Atendimento é a principal marca do The Palm.

6. Belmond Maroma Resort & Spa

Ambiente personalizado! É assim que os turistas costumam definir esse hotel 5 estrelas localizado a mais ou menos meia hora do centro de Cancun, na localidade de Maroma — uma região de mata no interior da Playa del Carmen.

Serviço impecável, comida preparada por chefs, café da manhã completo, quartos amplos e confortáveis, atendimento personalizado, decoração no estilo das tradições maias (aliada ao moderno), bangalôs de frente para o mar, além, obviamente, do clima de paz e sossego, típicos de uma região afastada, e que, para muitos, pode ser listada como um dos pontos turísticos da Playa del Carmen.

Completam os serviços oferecidos, as disputadas sessões de Spa, os passeios de bike ao redor do hotel, os almoços preparados por chefs e servidos nos bangalôs, entre outras atividades.

As diárias custam a partir de R$1.780,00.

Quando o assunto é ambiente personalizado, o Belmond Maroma é praticamente imbatível.

De um píer para partidas de balsas em direção à ilha de Cozumel, Playa del Carmen transformou-se em um dos principais pontos turísticos de Cancun. Mas o que você tem a dizer sobre suas experiências? Conte-nos, em um comentário, logo abaixo. E acompanhe as próximas publicações.

Publicado em

10 passeios inesquecíveis para curtir o verão em Cancun

Qual a melhor época para ir a Cancun?

O verão em Cancun é mais quente, mas as temperaturas são agradáveis o ano todo.

Quando se fala em férias, principalmente na época mais quente do ano, é fácil se lembrar do verão de Cancun. Afinal, são muitas praias e passeios que têm tudo a ver com a estação.

Para quem pretende visitar o local, é evidente que essa é a melhor época. Em julho, mês no qual é verão no México, a zona hoteleira está cheia de turistas de todos os lugares do mundo. A temperatura média é de 29 graus Celsius.

Como Cancun é quente o ano todo, os meses de dezembro a fevereiro, mesmo sendo inverno no local, são considerados de alta temporada. A temperatura é mais amena, mas ainda é alta – média de 24 graus Celsius. Para os brasileiros, é uma época favorável, em função das férias escolares, festas de fim de ano e recesso das empresas.

Os meses do spring break – março e abril – também são considerados excelentes para quem deseja ir a Cancun. Em muitos países, esse é um período de recesso e é bastante comum ver grupos de jovens norte-americanos que procuram muita diversão neste paraíso.

Como você pôde perceber, Cancun é receptiva para turistas o ano todo. Uma atenção especial, no entanto, deve ser dada ao período de furacões, do início de junho ao final de novembro, com ápice em setembro e outubro.

Isso não significa, entretanto, que haverá furacões. As chances são maiores de o fenômeno ocorrer durante esses meses. Nos últimos anos, isso não tem acontecido, deixando turistas e pessoas que lidam com o turismo no local bem mais aliviados.

Ainda nesse período de furacões, também nos meses de setembro e outubro, as chuvas são frequentes. Por isso, ela pode atrapalhar um pouco os planos dos viajantes. No entanto, quem viaja no verão também corre o risco de enfrentar dias chuvosos.

Você agora já sabe a melhor época para viajar. A seguir, conhecerá 10 sugestões de passeios incríveis para tornar o verão em Cancun muito mais rico e cheio de memórias incríveis.

10 passeios inesquecíveis para curtir o verão em Cancun

Falar em verão em Cancun é bem subjetivo, afinal, como você viu no tópico anterior, as temperaturas são quentes o ano todo. Conheça agora 10 passeios imperdíveis para essa época.

1. Cenote Ik Kil

O cenote possui dimensões impressionantes, fica a 2 horas da zona hoteleira e tem uma excelente infraestrutura.

Você que acompanha os textos do blog, sabe que os cenotes são muito comuns de serem encontrados no México – há milhares deles no país. Os poços naturais com água bem cristalina atraem muitos turistas, que se encantam com a beleza e a possibilidade de viver uma experiência única.

Alguns cenotes são fechados ao público em geral, mas esse não é o caso do Ik Kil, um dos mais famosos da região. Localizado próximo ao Chichen-Itzá, é perfeito para ser incluído em seu roteiro de viagem de verão para Cancun no mesmo dia de visitação do sítio arqueológico.

As dimensões do cenote são impressionantes. Está a 26 metros abaixo do nível do solo e tem 40 metros de profundidade e 60 metros de diâmetro.

O cenote fica a 200 quilômetros da zona hoteleira, totalizando 2 horas de viagem. A movimentação de turistas é bem mais tranquila no período da manhã e início da tarde. O local conta com uma boa infraestrutura, com lanchonete, restaurante, loja de souvenires e artesanato, além de um espaço para guardar mochilas e outros pertences.

2. Dolphinaris e Delphinus

Nadar com os golfinhos é a principal atração de ambos os parques. Você também pode acariciá-los.

Os parques são os mais tradicionais da região. Lá, além de um passeio incrível para fazer no verão de Cancun você ainda pode nadar com os golfinhos. Você pode fazer isso também no mar, mas, em razão das chuvas, os parques garantem que você pratique a atividade com maior segurança.

Em ambos os parques, é possível não só nadar com esses simpáticos animais, como também acaricia-los e aprender mais sobre eles.

O Dolphinaris fica em Tulum, bem próximo aos parques Wet n’ Wild e do Ventura Park Cancun. Você pode incluí-lo também no mesmo dia de visitação à Playa del Carmen, pois fica a apenas 15 minutos do local.

O Delphinus, por sua vez, fica próximo ao Parque dos Ojos, que abriga o cenote de mesmo nome.

3. Coco Bongo

O local conta com apresentações musicais e teatrais e é uma das principais atrações de Cancun.

A casa é perfeita para quem pretende aproveitar a agitação da vida noturna da zona hoteleira no verão em Cancun. É uma das mais famosas casas noturnas da região e é considerada por muitos a melhor.

As festas sempre começam após as 23 horas, com muita música, evidentemente, e também apresentações de artistas que, na maioria das vezes, fazem apresentações musicais. Sucesso das principais paradas do mundo são lembrados durante esses shows.

Mas as atrações não param por aí. O Coco Bongo também é conhecido por abrigar apresentações teatrais. Muitos atores interpretam atores e cantores famosos.

O público da casa é bem heterogêneo, com visitação de pessoas de todas as idades, não apenas jovens. A entrada custa cerca de 60 dólares, mas as bebidas são liberadas a noite toda.

4. Praias

A água azulada e cristalina é característica de muitas praias de Cancun e região.

Essas são as principais atrações do verão de Cancun. Se você optar por se hospedar na zona hoteleira, já terá uma opção em frente ao seu hotel. Mas você tem outras alternativas, tanto próximo a essa região como também em locais mais afastados, como Playa del Carmen.

No entanto, um aspecto comum entre todas as praias, independentemente da alternativa que você escolher, é a beleza. As águas são bem limpas e cristalinas e em tons de azul ou verde. A areia é clara, em muitas delas bem branca.

Você pode aproveitar, por exemplo, as praias Tortuga, Delfines, Las Perlas, Playa Linda, Chac Mool e tantas outras. Todas elas têm banheiro público e salva-vidas. Porém na grande maioria não são permitidos vendedores ambulantes, logo é importante levar algo para se alimentar.

Em algumas praias, nem sempre há guarda-sóis disponíveis, seja de forma gratuita ou para alugar.

5. Ventura Park

O Ventura Park é propício para praticar esportes radicais e nadar com golfinhos. É possível até andar de kart.

Esse é um parque de diversões no qual pessoas de todas as idades vivenciam momentos inesquecíveis no verão em Cancun. E não são só brinquedos como montanha-russa que fazem a cabeça dos visitantes. O Ventura Park é bem variado: é também um parque aquático e um local para a prática de esportes radicais.

Você pode praticar bungee-jump e tirolesa, nadar – inclusive com golfinhos –, apreciar os jogos eletrônicos mais modernos e também os clássicos, aqueles que marcaram a infância décadas atrás.

Para quem é fã de Star Wars, há um jogo de cinco fases inspirado nas batalhas mais importantes da série de filmes.

E, para quem gosta de velocidade, é possível andar de kart no Grandprix e ainda apreciar a bela paisagem litorânea local. Você pode apostar corrida em uma pista de 275 metros, caracterizada por curvas bem fechadas.

6. Museu Maia

Uma das peças expostas no museu, onde você pode conferir tudo sobre a civilização que habitou o México há alguns séculos.

Se você faz questão de visitar locais onde se pode apreciar e conhecer mais a história de um determinado local ou povo, o verão de Cancun também oferece opções nesse sentido. O Museu Maia fica na zona hoteleira e exibe muitas peças que contam a história da civilização maia, que ocupou o território mexicano no período anterior à colonização espanhola.

O museu fica a 10 metros do nível do solo e conta com um acervo de 3500 peças, mas apenas 10% delas estão em exposição. Joias, caveiras humanas, ferramentas e outros artefatos fazem parte dessa seleção à qual o público tem acesso.

Os itens são datados desde 350 a.C. até 1550 d.C. São três salas de exibição, fruto de cerca de 30 anos de pesquisas e trabalhos de arqueólogos na península de Yucatán.

O sítio arqueológico de San Miguelito foi inaugurado na mesma ocasião do museu e também vale a visita.

7. Isla Contoy

A ilha é desabitada e não tem água potável e energia elétrica. É um local totalmente preservado.

O verão de Cancun combina com locais cheios de turistas e outros visitantes, mas isso não é uma regra. A ilha é inabitada e você pode dedicar um dia de sua viagem para conhecê-la.

Durante a estação, as tartarugas depositam seus ovos. As visitas são supervisionadas por biólogos, que dão informações riquíssimas sobre a fauna e flora da área.

E não é só. Atividades muito populares na região de Cancun também estão presentes na ilha, como snorkel. Você ainda pode comer peixe fresco na praia ou simplesmente relaxar diante de um visual de uma beleza impressionante.

A Isla Contoy fica perto da Isla Mujeres e só é permitida a visitação de 200 pessoas por dia. O local não tem luz elétrica e água potável e sua paisagem não tem interferência humana. É realmente um programa imperdível para fazer no verão de Cancun.

8. Xel-Ha

O parque é bem completo e merece um dia inteiro de sua viagem. Possui atrações para pessoas de todas as idades.

O local conta com um aquário natural, onde é possível praticar mergulho. Também possui grutas e cenotes abertos à visitação e, além disso, pode-se conhecer ruínas maias e até mesmo andar de bicicleta.

Você pode reservar um dia de seu roteiro de viagem de verão em Cancun exclusivamente para conhecer o local, sem receio. Se vai com crianças, isso não é fator negativo, muito pelo contrário. As atividades do parque temático são perfeitas para toda a família.

Fica na Riviera Maia, a aproximadamente 120 quilômetros ao sul da zona hoteleira e a 13 de Tulum. É o maior aquário natural do mundo.

9. Museu submerso

A beleza das esculturas conta com a participação dos corais.

Imagine visitar um museu literalmente embaixo d’água. Além de ser uma experiência bastante original, é inesquecível. O local, o maior desse tipo em todo o planeta, tem 500 estátuas e, entre elas, muitos corais se abrigam.

A idealização do museu não foi apenas uma tentativa para atrair mais turistas. Foi também uma oportunidade de construir novamente a vida marinha local, bastante prejudicada pela ação do homem e de furacões.

Desde 2012, é possível fazer mergulhos no local, sob supervisão de operadoras turísticas.

As esculturas são feitas em cimento com pH neutro e interagem perfeitamente com o meio ambiente. É um local que não pode deixar de ser visitado.

10. Isla Mujeres

A ilha é muito popular e recebe muitos visitantes, oferecendo atrações para toda a família. A praia é apenas uma delas.

É um destino muito visitado por pessoas de todo o mundo que aproveitam o verão de Cancun. Seu acesso se dá através de um trajeto de 15 minutos em barco.

Suas praias são bem tranquilas e perfeitas para visitação de toda a família, principalmente crianças. A infraestrutura é muito boa, com lojas e restaurantes. Não é necessário se preocupar quanto a isso.

Como outros locais em Cancun, você consegue praticar mergulho e esportes aquáticos em geral. É possível ir de manhã ao local, passar o dia todo por lá e voltar apenas no final da tarde.

Você já sabe como aproveitar o verão de Cancun da melhor forma. Agora, é só começar a planejar a sua viagem e aproveitar tudo o que esse paraíso oferece.

Se você não sabe por onde começar, leia os outros textos do blog e tenha dicas especiais sobre cada etapa de sua viagem, desde o planejamento até o retorno. Para ficar por dentro de qualquer novidade, não deixe de visitar o site e conferir conteúdo novo e exclusivo.

Se surgir alguma dúvida, comente ou entre em contato de alguma forma. O verão em Cancun não pode ficar sem a sua presença, e esclarecer possíveis questionamentos é essencial.

Publicado em

Pirâmide maia de Chichén Itzá: 5 curiosidades e por que conhecê-la

O que é a pirâmide maia de Chichén Itzá?

O sítio arqueológico Chichén Itzá. No centro, a sua pirâmide em homenagem ao deus Kukulcán.

A pirâmide de Chichén Itzá ou Kukulcán está localizada na Península de Yucatán, México — mais precisamente no sítio arqueológico Chichén Itzá. Hoje é considerada uma das “Novas 7 Maravilhas do Mundo Moderno” e Patrimônio Mundial da UNESCO.

Se quisermos entender melhor a importância desse templo, é importante fazermos uma espécie de “volta no tempo” para que possamos situá-lo no contexto político, religioso e cultural da época.

De acordo com historiadores, a cidade de Chichén Itzá foi erguida pelos Maias por volta do séc. 7 d.C., e durante quase três décadas foi a “joia do norte” da Penínula de Yucatán, principalmente pela sua privilegiada condição de entreposto comercial e arrecadadora de impostos dos povoados vizinhos.

A cada equinócio cerca de 25 mil turistas aguardam o fenômeno da “Descida da Serpente Emplumada” nas escadarias da pirâmide.

Sua posição estratégica (como um grande centro urbano ligado a várias cidades menores por uma rede de estradas) tornou-a um dos maiores aglomerados urbanos da “Mesoamérica”, principalmente do ponto de vista econômico e religioso.

No entanto, por volta do ano 1000 d.C., a cidade foi invadida pelos chamados “povos estrangeiros” (supostamente os toltecas da cidade de Tula, no México Central) que, sem muitas dificuldades, apoderaram-se da cidade — após ter destituído o seu governante —, para estabelecer a hegemonia tolteca por um longo período.

Seguidas invasões estrangeiras fizeram o sítio ser completamente abandonado por volta de 1200 d.C. No entanto, os vestígios da civilização maia ainda são bastante presentes.

Surpreendentemente, mesmo após a invasão estrangeira— responsável pela ruína e o abandono de toda a região —, Chichén Itzá conseguiu sobreviver (precariamente) à dominação mexicana. Apesar de submissa ao poderio do invasor, manteve os maias como o principal contingente populacional, e os vestígios da sua cultura bastante visíveis até os dias atuais.

Somente em 1200 d.C., Chinchén Itzá teria sido completamente abandonada, mas deixou as suas marcas (principalmente religiosas) impressas em todo o território mexicano. E uma delas é a pirâmide Chichén Itzá; um templo erguido em homenagem ao deus Kukulcán (“A Serpente Emplumada”) ou o Deus-Trovão, muito associado ao ciclo da agricultura e da colheita para os povos maias.

Mesoamérica: berço da civilização Maia.

5 Curiosidades sobre a pirâmide de Chichén Itzá

1. Descoberta

A pirâmide de Chichén Itzá ou Templo de Kukulcán foi descoberta por arqueólogos norte-americanos e europeus na metade do séc. XIX — 700 anos após a sua construção —, e logo chamou a atenção dos exploradores, não só pela imponência dos seus mais de 30 metros de altura e 365 degraus, mas também pelo conhecimento astronômico envolvido em seu projeto.

De acordo com os arqueólogos, o templo foi erguido como uma espécie de calendário maia, em que cada um dos seus 365 degraus corresponderia aos 365 dias do Haab, uma espécie de calendário que guiava a prática agrícola dos povos daquela região.

A pirâmide também possui 4 escadarias com 91 degraus cada em seu entorno, cuja função é levar a um templo onde eram realizados os cultos ao deus Kukulcán. Ela faz parte do sítio arqueológico de mesmo nome, que conseguiu a façanha de simplesmente ganhar a preferência entre as pirâmides de Gizé (Egito) e Teotihuacán (México), e se tornar uma das 7 Maravilhas do Mundo.

2. A descida da serpente

Essa é a principal curiosidade a respeito da pirâmide de Chichén Itzá. O fenômeno ocorre nos equinócios de 21 de março e 21 de setembro (de cada ano), quando mais de 20 mil turistas acampam em toda a área que circunda o sítio, para assistir a um dos fenômenos mais curiosos já registrados, e que aguça a imaginação de quem já presenciou o efeito.

Por volta das 4:30 da tarde a incidência do sol sobre a pirâmide provoca um fenômeno, no mínimo, curioso. A lateral das suas escadarias (formada por uma série de triângulos) ao ser refletida pelo sol, forma na parede ao lado o desenho de uma suposta serpente, que seria o próprio Kukulcán ou “A Serpente Emplumanda”, que desceria para dar a honra de manifestar-se diante do seu povo.

Para muitos, trata-se apenas e tão somente de um fenômeno produzido propositalmente para determinar a mudança de estação do ano. Alguns arqueólogos entendem que o fenômeno teria motivos meramente estéticos; outros creem que seja um efeito puramente acidental.

A cada equinócio milhares de turistas de todo o mundo se espremem para contemplar o que seria a descida do deus Kukulcán em forma de uma serpente.

3. A descoberta de uma pirâmide interna

Recentemente um achado agitou o mundo da arqueologia. Foi descoberta uma outra pirâmide dentro da Kukulcán, quase 80 anos depois de uma outra ter sido descoberta, totalizando duas estruturas em forma de pirâmide dentro da principal.

“É como se fosse uma daquelas bonecas russas, as Matrioscas, que ficam uma dentro da outra”. Comparou o especialista do Instituto de Geofísica e do Departamento de Geomagnetismo da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), René Chavéz Seguro, um dos responsáveis pela descoberta.

Dessa forma, descobriu-se que a Pirâmide Chichén Itzá, ou, como também é conhecida, “El Castillo”, possui uma estrutura com uma primeira pirâmide com 10m de altura — provavelmente a primeira a ser construída, entre os séculos 9 e 6 d.C. Por cima, outra estrutura com cerca de 20 m de altura, e que tudo indica teria sido erguida por volta do séc. 10 d.C. E, por fim, a que fica visível aos visitantes, com cerca de 30 m de altura, erguida já nos estertores da civilização maia — por volta do séc. 13 d.C.

O que os arqueólogos dizem é que era comum essa superposição de estruturas em construções tão antigas, seja pela chegada de um novo conquistador ou como um ritual religioso, ou mesmo quando as estruturas do monumento ameaçavam ruir. E uma dessas três hipóteses encaixa-se perfeitamente nesse caso, já que a sua construção coincide com o domínio dos toltecas sobre os maias.

Pesquisas recentes descobriram mais uma estrutura dentro da pirâmide Chichén Itzá.

4. Um invejável conhecimento astronômico

O conhecimento das estações do ano e do movimento dos astros conferia aos sacerdotes maias um imenso poder diante do povo.

Eles eram capazes de determinar como e quando iniciar a semeadura e, obviamente, a colheita. Podiam dizer quando viria a chuva, as épocas de seca, entre outros conhecimentos que os tornavam verdadeiros semideuses para uma população tão religiosa e simpática às mais diversas superstições.

Esse conhecimento resultou na invenção do calendário agrícola, que possui 18 meses e 20 dias, além de um mês com 5 dias festivos — que, dessa forma, abrangem os 365 dias do ano dentro do calendário Haab.

Juntamente com o Tzolkim (o calendário religioso, com 260 dias distribuídos por 13 meses, com 20 dias cada mês) formam o que é conhecido como o “calendário maia”.

5. Um instrumento de poder político

Outra curiosidade sobre a pirâmide de Chichén Itzá é que ela funcionava perfeitamente como um instrumento de poder nas mãos dos sacerdotes maias — não só religioso como político, já que a influência dos sacerdotes ultrapassava, e muito, a de simples intermediários entre eles e o deus Kukulcán, para servirem como avalistas da autoridade dos governantes sobre o povo.

A estratégia podia ser observada, claramente, durante o ritual da descida da Serpente Emplumada ou “Kukulcán”, quando uma multidão espremia-se diante do templo para observar o fenômeno que, de acordo com os sacerdotes, seria o próprio deus que descia para comunicar, através deles, os seus desígnios.

Não fica difícil, portanto, imaginar o poder de influência que teriam aqueles sacerdotes, por serem os únicos capazes de comunicar-se com o deus e receber dele, em pessoa, as ordens e determinações que deveriam ser seguidas por todos.

A Chichén Itzá era um importante instrumento político nas mãos dos sacerdotes maias, que autoproclamavam-se os intermediários entre o povo e o deus Kukulcán

Por que conhecer a pirâmide de Chichén Itzá?

Se não bastasse a dádiva de poder contemplar os vestígios da existência de uma das mais singulares e misteriosas civilizações de todos os tempos, existem diversos outros motivos que fazem da visita a esse templo uma experiência tão especial:

1. Uma das Novas 7 Maravilhas do Mundo Moderno

Como foi dito, Chichén Itzá está atrás apenas do templo de Teotihuacán (também no México), na preferência dos turistas pelos sítios arqueológicos do país. Além disso, atualmente é considerada uma das Novas 7 Maravilhas do Mundo Moderno, desbancando monumentos como a Acrópole de Atenas (Grécia), as Pirâmides de Gizé (Egito), a Stonehenge (Reino Unido), entre outras maravilhas da natureza ou da engenharia.

Diariamente um verdadeiro exército parte, principalmente da cidade de Cancun, em uma aventura de quase 200 km, em busca do clima de mistério e religiosidade que cerca o local.

São caravanas de budistas, espíritas, hare krishnas, esotéricos, ou simplesmente pessoas comuns, interessadas em conhecer um pouco mais dessa civilização milenar que, para muitos, mantinha estreito contato com seres de outros planetas, por meio dos seus inúmeros “portais interdimensionais” que dariam acesso a mundos inacessíveis às pessoas comuns.

O pôr do sol em Chichén Itzá: um dos maiores espetáculos da natureza.

2. Um local sagrado

De acordo com historiadores, a Pirâmide de Chichén Itzá ou Templo de Kukulcán foi construída sobre um antigo cenote sagrado. Essa localização, por si só, já seria suficiente para fazer do templo um foco de curiosidade para indivíduos de todas as partes do mundo.

Um cenote sagrado é um poço com profundidade considerável, onde as vítimas supostamente eram jogadas (ainda vivas), como uma forma de sacrifício aos deuses cultuados naquele período pelos maias e demais povos da Mesoamérica.

Para acentuar ainda mais o seu caráter de mistério, acredita-se que a formação desses poços (mais de 7000 em todo o México) seria o resultado do choque de meteoros contra a superfície da Península de Yucatán, que, além de produzir os cenotes (cujas águas teriam poderes curativos) transformaram a região em um lugar místico e preferido por seres de outras dimensões, interessados em desenvolver uma nova consciência cósmica entre os humanos.

De acordo com a crença, a Chichén Itzá teria sido construída sobre um antigo cenote sagrado produzido após o impacto de um gigantesco meteoro contra a superfície terrestre.

3. Construções arrojadas

Além dos seus próprios predicados, um dos atrativos do templo é o fato de ele estar localizado em um dos maiores sítios arqueológicos do planeta, repleto das mais curiosas e singulares construções, como o “El Caracol” ou Templo de Vênus — uma espécie de observatório, de onde os antigos maias ocupavam-se em observar o cosmos, principalmente o planeta Vênus, que, para eles, tinha uma importância especial.

O El Caracol tem esse nome devido às suas escadarias em forma de caracol e suas abóbadas sobrepostas, uma arquitetura considerada imponente e majestosa para os padrões da época.

Já a “Colunata Oeste” foi erguida com uma tecnologia que realmente faz pensar em uma possível parceria com seres extraterrestres, devido à forma como são dispostas em sequência as suas mais de 200 colunas.

Por fim, a “Quadra do grande Jogo de Pelota”, um imenso campo com quase 170 m (datado de pelo menos 1300 a.C.), onde disputava-se um jogo que reservava aos derrotados a morte, como uma forma de sacrifício que lhes daria a imortalidade.

4. O Templo do Jaguar

Essa é outra construção que pode ser admirada no entorno da Pirâmide Chichén Itzá. Trata-se de uma espécie de pirâmide funerária erguida no século 8 d. C., especialmente para abrigar o corpo do governante Hasaw Cha’an Kawil ou Ah Cacao (680-721 d.C.) – como era popularmente conhecido.

Após o seu sepultamento, o templo passou a ser utilizado para cerimônias religiosas, mas a grande curiosidade que o permeia é o fato de que, até hoje, se acredita que ele seja uma espécie de portal para outras dimensões ou submundos, que poderiam ser acessados por meio de determinados rituais permitidos apenas a iniciados.

Com quase 50 m de altura, o templo está decorado em todo seu relevo, com destaque para as 117 imagens que representam vários atributos físicos e espirituais. Ele compõe com a Chichén Itzá, um dos mais curiosos sítios arqueológicos que existem.

O Templo do Jaguar, de acordo com os esotéricos, seria, além de um templo funerário, um portal para outras dimensões.

A pirâmide Chichén Itzá representa mistério e religiosidade em um cultuado espaço sagrado. Você já a conhecia? Deixem um comentário sobre o assunto. E continue nos acompanhando nas redes sociais.

Publicado em

O que fazer nas proximidades do Ocean Safari?

Uma viagem pode ser a concretização de um sonho, especialmente quando todas as opções de passeios espetaculares são exploradas. Por isso, você deve adicionar o Ocean Safari ao seu roteiro.

Esse é um dos melhores locais para praticar snorkel do mundo, descobrir as maravilhas do fundo do mar e nadar ao lado de tartarugas, arraias, peixes das mais variadas cores, esponjas do mar e muito mais.

No Ocean Safari, você tem a oportunidade de nadar com tartarugas, arraias e peixes de todas as cores.

5 dicas do fazer nos arredores do Ocean Safari

1 – Marrdja Botanical Walk

Ao reservar um tempo para visitar o Ocean Safari, você terá a chance de conhecer o Marrdja Botanical Walk, que mescla florestas com manguezais. Trata-se de uma caminhada de até 60 minutos em um ambiente muito bem estruturado, com calçamento e diversas placas de sinalização no trajeto.

2 – Dubuji Boardwal

A diversidade da vegetação da paisagem ao longo do passeio pela Dubuji Boardwalk é sensacional. Todas as passarelas são muito bem construídas e se integram perfeitamente com o ambiente de floresta e mangue.

O local ainda conta com painéis de informações por todos os lados, fazendo com que os visitantes se sintam seguros e saibam qual direção seguir para curtir plenamente a experiência.

3 – Jungle Surfing Canopy Tours

Se você gosta de altas emoções e está pensando em tirar um dia para curtir oOcean Safari, precisa aproveitar os esportes de aventura disponíveis na Jungle Surfing Canopy Tours.

Jungle Surfing Canopy Tours é o destino certo para quem quer se aventurar nos arredores do Ocean Safari.

Basicamente, esta é uma maneira radical de conhecer a floresta tropical e toda a beleza da natureza. Afinal, quando você terá a oportunidade de fazer uma tirolesa no meio de uma floresta extremamente preservada?…

4 – Cape Tribulation Horse Rides

Um programa irresistível para toda a família. Neste passeio a cavalo, você observará paisagens de tirar o fôlego, desde a floresta até a beira do mar. Vale lembrar que os animais são muito tranquilos e até mesmo crianças pequenas podem curtir o programa sem nenhum problema.

Sendo assim, mesmo quem nunca cavalgou na vida, não precisa ter medo. É possível completar o trajeto de forma segura, admirando a beleza das proximidades do Ocean Safari.

5 – Daintree National Park

O Daintree National Park é uma atração maravilhosamente encantadora, variada e muito bem estruturada. É preciso ter muita disposição para cruzar as inúmeras trilhas que levam a praias, florestas, recantos naturais, além da observação da fauna e flora.

Vale a pena tirar um tempo da viagem para desbravar toda a região. Uma ótima notícia é que esse parque conta com lugares apropriados para acampamentos, infraestrutura para turistas e diversos tipos de pousadas e hotéis com preços para todos os bolsos.

Você está pensando em fazer uma viagem nas próximas férias? Conte para gente se alguma destas dicas lhe convenceu a passar por Ocean Safari.

Publicado em

Passeando de jet ski em Cancún

Você que lê nossos textos sabe da quantidade de opções de passeios e programas mencionados no site. E até mesmo as atividades mais triviais podem ser inesquecíveis. Assim é um passeio de jetski em Cancún.

A diferença é o cenário: águas transparentes, com uma cor viva e repleta de animais.

O veículo é entregue na areia e os passeios duram em média meia-hora.

Você saberá a partir de agora tudo sobre essa divertida experiência, para que tudo seja feito de uma maneira segura e inesquecível.

Onde se pode andar de jetski em Cancún

Um modelo diferente que você pode encontrar nas praias de Cancún.

As melhores praias para fazer esse tipo de passeio, em qualquer lugar do mundo, são as que oferecem as melhores condições de segurança. E em Cancún não é diferente.

Por isso, as localidades próximas à zona hoteleira costumam ser boas para a prática, pois têm água tranquila e sem ondas altas.

Se você vai visitar Playadel Carmen, prefira a Praia Maroma, pelos mesmos motivos.

Perfil de pessoas

Apesar de ser um programa divertidíssimo, não são todas as pessoas que gostam de passar por emoções fortes, mesmo com total segurança.

Todas as condições de segurança são adotadas.

Todas as condições de segurança são adotadas.

Para andar de jetski em Cancún, deve-se ter coragem e estar preparado para tudo, até para uma queda do veículo. O motor desliga, mas é preciso ter força para levantá-lo e subir nele (esta tarefa não é tão difícil).

Saber nadar também ajuda, pois, como o tempo do passeio é limitado (normalmente 30 minutos), perder tempo se equilibrando não é garantia de divertimento pleno.

É possível andar sozinho, como na foto, ou em dupla.

E o essencial: é preferível que apenas adultos façam o programa. Há outros passeios semelhantes para crianças, como os brinquedos aquáticos, que oferecem o mesmo grau de lazer sem grandes preocupações.

Preços

Como já dito, o tempo estabelecido para andar de jetski em Cancún é de 30 minutos. Parece pouco, mas, para um programa radical, o tempo é até grande.

Os preços variam e é possível negociá-los.

O preço varia de 50 a 70 dólares – de R$160 a R$230. Isso dá a duas pessoas o direito de embarcar no veículo.

Várias empresas oferecem o serviço, é só caminhar pela areia da praia e vê-las. Conversando, você tem as características do jetski e também pode negociar o preço final.

Quando incluí-lo no roteiro

Como esse é um programa curto, você pode encaixá-lo ainda no primeiro dia em Cancún ou no último. Porém, fique atento aos locais. Faça o passeio quando permanecer na zona hoteleira ou quando for à Playadel Carmen, no caso de Maroma.

Para ter dicas de programas como este, que são curtos, mas não menos importantes, leia os outros textos deste blog e visite-o sempre, para ficar por dentro de tudo o que acontece em Cancún.

Não deixe de entrar em contato em caso de dúvidas. Bom passeio e viagem!

Publicado em

Conexão Cancun – Onde nadar com golfinhos em Cancun

Ter a oportunidade de nadar com golfinhos em Cancún é uma das experiências mais incríveis que se pode ter em uma viagem ao Caribe. Por isso, é considerada uma das atividades mais procuradas pelos turistas que lá estão.

Esses animais são muito inteligentes e simpáticos, além de bem treinados. Com certeza, a diversão em brincar com os golfinhos é garantida. Cancún oferece vários tipos de mergulhos desse estilo. E, também, vários lugares onde isso é possível.

Você pode apenas beijar e abraçar os golfinhos como até ser arrastado por um deles em uma atividade conhecida como dorsal tow. Ou quem sabe ser levantado para fora da água por dois deles a partir das solas dos seus pés, situação denominada footpush?.

Os golfinhos se divertindo em Cancún.

Lugares para nadar com golfinhos em Cancún

Vamos conhecer, então, os melhores lugares para nadar com golfinhos em Cancún e quanto custa essa divertida aventura.

Dolphin Discovery

Trata-se de um dos melhores “dolphinariums” do mundo, tendo sido muitas vezes premiado pela IMATA (International Marine Animal Trainer`Association) devido a sua responsabilidade com a conservação dos recursos marinhos.

Lá são exploradas interações como a canção do golfinho, saudação, beijo, abraço e o handtarget, que consiste em um salto do golfinho sobre as suas mãos.

As várias modalidades dessa atividade podem ser feitas dentro do Parque Nacional Chankanaab, em Cozumel, na IslaMujeres e em Puerto Aventuras, a poucos minutos de Playadel Carmen.

Os preços saem a partir de $89, onde encontra-se a opção Encontro com Golfinho. E a partir de $99,00, como para o pacote Royal Swim, por exemplo. Aqui você poderá fazer o dorsal tow. Vários outros pacotes também estão disponíveis.

Interagindo com os golfinhos no Dolphin Discovery.

IslaMujeres

É em IslaMujeres que se concentra grande parte da atividade de nadar com golfinhos em Cancún. Podemos seguir até a ilha em um iate catamarã e, pelo Mar do Caribe, curtirmos esse passeio fantástico interagindo com os animais em seu habitat. Inclusive beijando, abraçando e acariciando-os.

Com o tour DolphinCatwith Royal Swim VIP é possível realizar o footpush e o dorsal tow.

Já no DolphinCat com Swim Adventure você nadará de snorkel ao lado dos golfinhos, que o darão um beijo, cantarão e o levarão para um passeio em sua barriga.

Tudo isso e muito mais tem um custo médio a partir de $99.

Aos mais aventureiros, a opção é o footpush.

Parque Garrafón

O Garrafón é um belo parque natural cercado de recifes em IslaMujeres. Trata-se de um excelente local para nadar com golfinhos em Cancún. Lá podemos realizar também o footpush e o dorsal tow.

Quer mais? Você ainda usufruirá de uma área VIP all inclusive com jacuzzi, armários e banheiros exclusivos. O valor dessa atividade custa a partir de $99.

O dorsal tow é uma das atividades preferidas dos turistas.

DolphinarisCancún

Na parte sul da Zona Hoteleira fica o DolphinarisCancún, um aquário que oferece a opção DolphinSwim Ride, onde você pode interagir com os animais utilizando uma máscara de mergulho.

O dorsal tow também está incluso no pacote que custa a partir de $99. A opção DolphinSwimProgram tem o mesmo valor e inclui ainda o footpush.

Com o Trainer for a Day você conhece a estrutura do DolphinarisCancún e aprende tudo sobre a alimentação e os cuidados com os golfinhos. O programa tem duração de 8 horas a um valor a partir de $119.

Show dos golfinhos no DolphinarisCancún.

E se você conhecer outros passeios para nadar com golfinhos em Cancún, compartilhe com a gente nos comentários.

Publicado em

O que fazer na Isla Contoy?

A Isla Contoy, apelidada de Ilha dos Pássaros, é mais um daqueles lugares paradisíacos de Cancún.

Trata-se de uma ilha deserta que pode ser considerada um “santuário natural”, com paisagens de tirar o fôlego e diversas atrações para curtir com toda a família.

Acompanhe este artigo e saiba o que fazer em uma dos destinos mais deslumbrantes e visitados do México!

O que fazer na Isla Contoy

Você conseguiria passar suas férias em um lugar sem energia elétrica e sem acesso à internet?

Talvez essa ideia possa ser pouco atrativa, a menos que você escolha como destino a Ilha Contoy, que fica localizada no município de Isla Mujeres, em Quintana Roo, no México.

As águas cristalinas da ilha.

A presença abundante de animais marinhos e terrestres é um principais atrativos de Isla Contoy.

São mais de 234 tipos de peixes identificados, além de tartarugas marinhas, corais e da famosa lagosta espinhosa.

A ilha conta ainda com aproximadamente 150 tipos diferentes de aves, incluindo o pelicano marrom e a fragata, sem falar das múltiplas espécies de plantas exclusivas do local.

Pelicano encontrado em Isla Contoy.

É permitido apenas 200 visitantes por dia. As excursões pelo local são guiadas, sendo necessário o uso de protetor solar biodegradável pelos banhistas por conta da proteção à vida marinha.

Confira agora dicas turísticas imperdíveis e saiba como aproveitar o melhor de Isla Contoy em sua próxima viagem de férias!

Parque Nacional

O Parque Nacional de Isla Contoy é um dos 67 parques do México e a administração do local promove ações ecológicas para a preservação das espécies nativas ameaçadas de extinção.

O recife Ixlaché, ao sul de Contoy, marca o início da segunda maior barreira de corais do mundo, o Grande Arrecife Mesoamericano.

Uma das melhores atividades da Isla Contoy é estar em contato com a vida marinha.

A Ilha Contoy é uma área natural protegida desde 1961 e foi declarada parque nacional em 1998.

Barreira de corais do recife Ixlaché.

Mergulho com snorkel

Praticar snorkeling na Isla Contoy é uma atividade perfeita para interagir com as espécies marinhas e admirar os recifes de corais em meio à areia branca e águas cristalinas.

O local é relativamente raso, com cerca de 3 metros de profundidade, e os turistas recebem instruções de mergulho para a máxima segurança na realização dos passeios aquáticos.

Mergulhando na Isla Contoy.

Quem já mergulhou na ilha afirma nunca ter visto tantas opções de peixes coloridos e de tartarugas no fundo do mar.

Cardume de peixes nas águas cristalinas.

No verão, por exemplo, três espécies de tartarugas aparecem na praia para desovar: a tartaruga-de-pente, a tartaruga branca e a tartaruga-cabeçuda.

Caminhada pelo Parque Nacional

Isla Contoy possui diversas opções de passeios e o que não faltam são belas paisagens que servem como cenários para fotos incríveis e inspiradoras.

Alguns registros da beleza intacta desse paraíso caribenho.

Há um centro para visitantes com museu, uma torre de observação de 20 metros de altura e duas trilhas onde se pode apreciar a flora e fauna da ilha.

Além disso, existe um mirante de observação das aves, dois grandes quiosques para refeições e uma estação de campo equipada com turbinas eólicas e painéis solares.

A Isla Contoy é um paraíso completo.

Como chegar

A Isla Contoy está localizada ao norte de Cancún, no município de Isla Mujeres, entre o Golfo do México e o Mar das Caraíbas.

É necessário pegar um ferryboat a partir da Playa Tortugas, em Cancún, seguir até Isla Mujeres, e de lá, tomar outro ferryboat até o destino final.

Uma opção é fechar um passeio que englobe as duas visitas em um só dia. Essas viagens já incluem almoço, lanches e bebidas.

Para chegar na Isla Contoy é necessário pegar um ferryboat.

Essas são as principais dicas de passeios em Isla Contoy!

Se você já conhece o local, compartilhe sua experiência turística com a gente e continue acompanhando nosso blog para descobrir mais destinos paradisíacos em Cancún!

Até a próxima!

Publicado em

Por que passar o Ano Novo em Cancun e o que fazer?

Passar uma data comemorativa em um local diferente é especial e inesquecível. Ainda mais quando se trata de um verdadeiro paraíso, que oferece inúmeras opções para seus turistas. O Ano Novo em Cancun é uma experiência mágica.

A cada final de ano que se aproxima, é muito comum se pensar no destino para o Réveillon. Cancun tem os mais diversos locais para a hora da virada: praias, boates ou até mesmo um local mais tranquilo, como Tulum.

Logo, pessoas de todas as idades e estilos podem se divertir e celebrar a chegada do ano de maneira incrível.

A partir de agora, saiba mais sobre o Ano Novo em Cancun, motivos para que você comemore essa festa nesse maravilhoso local e o que fazer.

Por que passar o Ano Novo em Cancun?

Além de ter lugares bastante heterogêneos para o momento da virada, Cancun também traz opções incríveis para quem permanece por mais alguns dias na região, antes e depois do Réveillon. É uma viagem perfeita para toda a família, grupo de amigos ou mesmo para quem vai sozinho.

Os meses de dezembro e janeiro correspondem ao inverno mexicano. Mas isso não significa que você irá encontrar temperaturas frias como nos Estados Unidos ou na Europa. A temperatura média é de cerca de 25 graus.

O único incômodo é a água, que é um pouco mais fria. No entanto, essa sensação é só nos primeiros momentos. Assim que o corpo se acostuma, o banho é bem agradável e essa sensação não é mais sentida. Além disso, anoitece bem cedo nessa época do ano, por volta das 17h – em compensação, às 7 da manhã o sol já está brilhando.

Logo, nessa época do ano, é preciso acordar bem cedo, para aproveitar ainda mais os passeios.

Em dezembro, já está encerrada a temporada de furacões e chuvas. Isso também favorece muito o Ano Novo em Cancun.

Passar o reveillón em Cancun é uma ótima escolha, para quem quer um “año nuevo” memorável!

O povo mexicano normalmente é muito festeiro e promove eventos muito especiais para qualquer data. Até mesmo o Dia de Finados é transformado em festa – em 1º de novembro, é celebrado o Día de los Muertos de forma muito animada.

Outro motivo para passar o Ano Novo em Cancun é a acomodação e despesas em geral. Evidentemente, os preços sobem nessa época do ano, quando se recebem mais turistas de todas as partes do mundo. Mas não é como no Brasil, quando todos os valores se multiplicam absurdamente. É algo bem mais justo.

Aeroportos, ruas e avenidas também não param por causa do aumento do fluxo de pessoas e carros. Não é necessário fazer reservas com muito tempo de antecedência. Tudo é bem mais tranquilo e não há aquele caos visto em muitas cidades brasileiras, por exemplo. A infraestrutura é excelente e, onde você for, tudo e todos estão preparados para recebê-lo.

Você também não precisa passar o Ano Novo na zona hoteleira. Playa del Carmen e Cozumel, além de Tulum, já mencionado, também são locais que oferecem inúmeras oportunidades de diversão para os visitantes. É só escolher.

O que fazer no Ano Novo em Cancun?

Não é apenas a praia que oferece diversão e muitos momentos felizes no paraíso. Você pode aproveitar a vida noturna da região, que é bem ampla e diversificada.

A Coco Bongo é um desses locais. Lá você pode dançar, mas também assiste a um teatro dançante, realizado por mais de 20 bailarinos. Os frequentadores dançam a noite inteira e até mesmo a bancada do bar serve de palco para os mais exaltados.

A casa apresenta diversas performances que impressionam os visitantes.

Já há ingressos disponíveis para a hora da virada, a partir de 25 dólares (para o bar). Outros ingressos também dão direito à casa noturna, com shows, open bar e total ausência de filas a noite toda. Consulte este link para conferir (site em inglês).

O La Vaquita também conta com uma festa de Ano Novo bem animada em Cancun. Possui mesas por 400 dólares (para 4 pessoas) e este valor é usado para consumação e entrada para o After Party, em Mandala Beach.

Com uma decoração original, o La Vaquita oferece muita diversão, inclusive no Ano Novo.

Toda a decoração remete ao animal que batiza o lugar. Muito divertido, oferece um ambiente muito agradável e ideal para quem gosta de festa. Os estilos musicais mais tocados na casa são hip-hop, house, música eletrônica e os principais hits das paradas mundiais.

O Palazzo também terá uma festa de Réveillon superespecial, cujos valores (de 900 a 1700 dólares a mesa) também se revertem para consumação durante o evento. Reservando com antecedência, você garante desconto.

O público é um espetáculo à parte nas festas do Palazzo.

Com uma decoração luxuosa e original, você dança, come, bebe e se diverte a noite inteira.

Playa del Carmen também oferece opções para quem deseja ir para Cancun no Ano Novo, mas não decidiu onde estará no momento da passagem de ano. Você pode participar da Midnight at Sea, festa em alto-mar, com comidas deliciosas, open bar e, claro, uma taça de champanhe à meia-noite.

Ver este cenário no primeiro amanhecer do ano é começá-lo com o pé direito.

O local conta com wifi, logo você pode se comunicar com seus amigos e familiares no Brasil, além de atualizar as redes sociais com fotos incríveis. Há transporte que leva e traz até a região central de Playa del Carmen.

Tudo isso custa 149 dólares e a festa começa às 9 da noite (horário local).

Cancun oferece excelentes opções de lazer não apenas durante as festas de fim de ano, como todos os dias. Para saber mais sobre este lugar maravilhoso e todas as suas atrações, leia os outros textos e visite o blog para conferir suas atualizações.

Não deixe de comentar em caso de dúvidas ou para obter qualquer outra informação sobre esse paraíso.

Publicado em

16 atividades imperdíveis para se divertir em Cancún

O límpido mar de Cancún.

Cancún é uma cidade que fica na costa do estado de Quintana Roo, no México, em uma península que se tornou um dos centros turísticos mais importantes, não só do México, mas do mundo.

Além das maravilhas naturais – formadas por aproximadamente 22 quilômetros de praias de areia fina, divididos entre a lagoa e o mar –, sua cultura ancestral é incrivelmente marcante, representada pelas cidades maias, como Tulum, Uxmal e Chichén Itzá, fundadas no período pré-colombiano.

Divertidas atrações em Cancúné que não faltam!

As ruínas, as praias, a vegetação, os parques repletos de possibilidades de entretenimento, o clima, a fauna marinha e a estrutura hoteleira fazem de Cancún um dos destinos paradisíacos mais procurados por turistas do mundo todo.

8 atividades diurnas em Cancún

Nadar com tubarões-baleia

Bem-vindo a bordo da aventura em Cancún!

Nesse passeio, você embarca rumo ao inesquecível: mergulhar de snorkel, apreciar a vista cinematográfica do mundo submerso e nadar ao lado do maior peixe do mundo, o tubarão-baleia!

Diariamente (de maio a setembro – temporada do enorme peixe), o tour sai de Cancún. O grupo é limitado a dez pessoas por barco, no intuito de garantir uma experiência exclusiva aos visitantes.

É uma excursão guiada por naturalistas ou biólogos marinhos.

O trecho é o seguinte: você irá navegar pelos mares ao redor das Ilhas Contoy e Holbox, onde você terá a oportunidade de observar e mergulhar com esses fascinantes animais.

Mas as surpresas não param por aí!

Observe, também, golfinhos, jamantas, tartarugas marinhas, pássaros e muitas outras espécies que brincam na costa do Yucatán.

Sempre é bom estar ligado:

  • Leve roupas e calçados confortáveis;
  • Repelente de insetos é indispensável, bem como chapéu, óculos escuros e casaco impermeável;
  • Não se esqueça do protetor solar ecológico;
  • Essa excursão não é permitida para mulheres grávidas, crianças abaixo de 5 anos e pessoas com problemas cardíacos ou lombares;
  • Para aqueles que sentem enjoos no mar, recomenda-se medicamentos.
Um mergulhador com o tubarão-baleia.

Mergulhar com snorkel

Uma água tão clara irá proporcionar a você e à sua família visões de uma natureza rica e bela, que revela aos olhos o verdadeiro significado de paraíso. Prepare-se para imergir nesse cenário mágico!

Aqui estão alguns lugares que estão esperando sua visita:

Puerto Morelos

Aqui, a grande barreira de corais Mesoamericana fica bem próxima da superfície e você consegue ver muita vida somente praticando snorkel. A saída é em barco até o ponto onde está a barreira e o tempo de snorkel é de aproximadamente uma hora.

Inah – Riviera Maya

Esse arrecife da Riviera Maya é muito preservado e fica bem próximo da superfície. Está localizado entre Puerto Aventuras e Playa del Carmen.

Pode-se visualizar muitas tartarugas marinhas e arraias enormes!

É bom já saber que o uso de colete salva-vidas é obrigatório para que, mesmo que você se sinta cansado, não coloque os pés para baixo e não toque nos corais!

Akumal

É bem famoso e, por conta disso, infelizmente a sua preservação está em risco. Já foram destruídos 70% do grande arrecife que ali existia, mas ainda é a casa das tartarugas e dezenas delas vivem em Akumal.

O fundo do mar é cheio de gramas marinhas, que são alimentos das tartarugas. Por isso elas ainda são encontradas nesse território.

Em Akumal, também podem ser vistas arraias pequenas e barracudas.

A praia é muito bonita, mas hoje chegam centenas de turistas todos os dias para poder fazer snorkel com as tartarugas.

Cozumel

Cozumel é uma ilha bastante famosa. Nela, são muitos os arrecifes próximos à costa e a cor do mar é de um azul impressionante.

Aqui, não é possível observar a grande barreira de coral Mesoamericana, pois está muito profunda, impossibilitando a visualização por meio de snorkel.

Mas ainda existem muitos outros arrecifes, como Palancar e Columbia, que são menos profundos, possibilitando a observação de corais e peixes a partir da superfície.

MUSA

O museu subaquático está entre Cancún e Isla Mujeres.

São estátuas que foram colocadas no fundo do mar e, sobre elas, vive uma grande comunidade de peixes e corais.

Esse museu foi criado com o objetivo de reduzir a intensa visitação aos arrecifes para, assim, poder preservá-los.

O Museu é, hoje, um dos principais passeios de Cancún.

Lagoa Yal Ku

Fica em Akumal, seguindo depois da praia, à esquerda.

É uma verdadeira maravilha natural. Uma lagoa gigante cheia de peixes e corais!

O museu subaquático de Cancún.

Navegar em um catamarã

Você terá a chance de passar um dia bem divertido navegando pelo Mar do Caribe e por Isla Mujeres em um típico catamarã!

Passeio de barco pelas águas de Cancún.

Desfrute do sol e da brisa enquanto navega para o recife, onde você terá a oportunidade de mergulhar com snorkel e admirar centenas de peixes coloridos.

Em seguida, chegando ao clube de praia particular, haverá tempo suficiente para desfrutar um almoço e relaxar ao sabor da tranquilidade paradisíaca.

Você também poderá visitar a Isla Mujeres, caminhar em suas ruas e fazer compras.

Ah, e o “open bar” está presente nessa excursão!

Dolphindiscovery

Quem jamais sonhou um dia nadar com golfinhos? É uma experiência que todos gostariam de viver! Realmente, não faltam opções de atividades em Cancún.

No Dolphin Discovery, a atividade não é praticada em piscina natural, e sim em alto-mar. Você vai brincar muito com eles. Vai ter empurrão de pé, abraço, beijo, salto, saudações e tempo livre só para nadar e ao lado deles e curtir!

Um dos golfinhos que habitam a costa do balneário.

Chitchén-Itzá

Uma das maravilhas do mundo, Chichén Itzá. É um local que reúne as maiores edificações das antigas cidades do povo Maia.

É uma atração histórica e cultural que você precisa conhecer!

Pirâmide de ChichenItzá.

Você terá a chance de se aproximar da construção, apreciar a arte e se encantar com as curiosidades que só os gênios Maias poderiam fazer.

Para esse passeio, é preciso estar trajado com uma roupa bem confortável para as caminhadas, além de lançar mão de boné ou chapéu, e muito protetor solar!

Ah, uma garrafa d’água é sempre bem-vinda!

Tulum

Tulum é provavelmente uma das praias mais bonitas que você verá em sua vida! Além da praia sensacional, você pode conhecer as muralhas e ruínas da única cidade Maia construída à beira-mar.

Fica um pouco distante de Cancún, quase 2 horas de distância, mas é um passeio imperdível!

Praia de Tulum, com uma ruína maia ao fundo.

Cenotes

Os cenotes são cavidades alimentadas por águas subterrâneas, sempre frias e doces.

Em alguns deles, além de conhecer e apreciar um lugar totalmente diferente, você pode aproveitar para dar um mergulho!

Há centenas de Cenotes por toda a Riviera, cada um com suas características. Alguns deles são: Cenote Dos Ojos, Gran Cenote, Cenote Nohoch e Cenote Azul.

Um dos famosos cenotes da região.

Xel-Há

O Xel-Há é considerado um dos maiores e mais bonitos parques ecológicos naturais do mundo.

O sistema é all-inclusive, você pode usar toda a estrutura de restaurantes para almoçar, comer lanches, tomar drinks, sucos e muito mais. Também pode usar outros serviços como armários, coletes, toalhas e snorkels.

Você pode vivenciar muitas atrações, como o Snorkeling em um imenso lago que rodeia o parque todo – e observar muitas espécies de peixes bem coloridos – ou fazer o Sea Trek – descer aproximadamente a 4 metros de profundidade com escafandro, para ter um contato bem próximo com as arraias!

Cancún oferece paisagens como essa.

8 atividades noturnas para curtir Cancún

Não há como negar: diversão e Cancúncaminham sempre de mãos dadas!

À noite, quem passeia pela Boulevard Kukulcán logo percebe que a cidade não dorme. A chegada da noite é sinônimo de alegria, especialmente para os jovens, ávidos pelo agito das baladas.

São inúmeras opções, para todos os gostos. Vários restaurantes, bares e boates que fazem da cidade o panorama perfeito para quem deseja viver uma bela experiência noturna.

Inicialmente, a melhor pedida é escolher um restaurante legal para jantar. E por que não fazer compras e passear pelos shoppings?

Agora, para aqueles que procuram diversões mais animadas, há bons bares para curtir a noite.

Elevando os níveis de agito, para os que gostam de dançar, há boas alternativas a partir da meia-noite, invadindo as altas horas da madrugada!

E é claro, como são vastas as ofertas de atividades em Cancún, a dúvida para onde ir é natural. Por isso, uma ótima ideia é ir ao Forum by The Sea. Nessa região, se concentram os bares e boates mais animados. Estando lá, você pode decidir qual lugar satisfaz mais o seu perfil.

Mais uma notícia boa: por ser extremamente turística, Cancún é bem servida de ônibus, os quais circulam a noite toda!

Aqui segue uma seleção de oito ambientes para você aproveitar o melhor da noite em Cancún!

SeñorFrogs

Logo do SeñorFrogs.

Conhecer o Señor Frogs é quase uma obrigação entre os turistas. Sempre presente no roteiro de quem gosta de curtir a noite, é um dos melhores bares de Cancún.

Você deverá ir preparado, pois a comida não é muito barata, entretanto os garçons e suas brincadeiras fazem o lugar valer a pena.

Há muitas opções de drinks, mas o que faz mais sucesso são os copos com 800ml de cerveja!!

Não dá para sair de lá sem se entreter e participar de alguma das atividades que os animadores programam.

A decoração é linda, além de ser um ótimo lugar para tirar fotos e fazer um programa muito, muito divertido.

Carlos n’ Charlie’s

Carlos N’ Charlie’s.

Quem não gosta muito de boates e seus altos agitos, mas pretende iniciar a noite em um lugar animado, Carlos n’ Charlie’s é uma excelente pedida. O bar tem um visual diferente, colorido e superanimado.

Com bastante música e brincadeiras, é um dos melhores bares da cidade!

Hard Rock Café

Hard Rock Café.

Bar conhecido no mundo inteiro, o Hard Rock é ótimo para quem aprecia a união da boa música com a bebida preferida. Ainda, agrada aqueles com bom paladar para uma boa refeição.

O serviço é excelente e os preços são bastante variados. O destaque é para os sanduíches, mas você encontra opções mais leves, como as saladas.

É um ambiente muito descontraído, tanto para o almoço como para o jantar. E à noite sempre há apresentações de rock!

Coco Bongo

Coco Bongo.

Atenção, jovens de plantão! A noite no Coco Bongo não começa antes das 23h!

É um lugar é conhecido por ter a melhor da noite de Cancún. Além de bastante música, há várias apresentações musicais de artistas locais, os quais interpretam cantores e atores mundialmente famosos.

O Coco Bongo é uma mistura de boate, show, teatro e muita música. É divertido e animado, procurado por pessoas de todas as idades, não somente por jovens.

La Casa delHabano

La Casa delHabano.

Esta casa é uma verdadeira preciosidade!

Além do excelente atendimento, é o local ideal para apreciadores de um Puro e de diversos outros ótimos drinks. Ainda, é um ambiente perfeito para quem admira o pôr do sol.

Daddy’O

Daddy’O.

O ambiente da Daddy’O é bastante singular, similar ao de uma caverna.

É uma balada que toca um pouco de tudo e nela há sempre DJ’s diferentes se apresentando, especialmente aos finais de semana.

Quem vai a Cancún e procura pelos agitos da noite não pode deixar a Dady’O fora do roteiro.

Forum by the Sea

ForumbytheSea.

A Plaza Forum by The Sea tem várias lojas, no entanto ela não é uma opção procurada para compras, e sim para a diversão noturna.

Se seu negócio é as compras, vá a outros lugares, como o La Isla ou o Kukulcán Plaza. Agora, se você está procurando os agitos noturnos, esse é o lugar ideal. Nas redondezas da Plaza Fórum concentram as melhores opções da noite em Cancún.

Boates, casas de shows e bons bares. Basta passar ali à noite para entender por que os jovens gostam tanto da cidade!

The City

The City.

A The City é uma boate enorme, conceituada por muitos como o melhor lugar da cidade para dançar.

A festa começa tarde e a diversão é garantida à base de muita música e de performances irreverentes.

Para os apaixonados por interação, por fazer amizades, esse é um ambiente para encontrar pessoas de todo o mundo e curtir até tarde!

Agora que você já conhece diversas opções de atividades em Cancún, deixe seu comentário dizendo qual achou mais interessante, ou compartilhe com seus amigos para combinar a viagem.

Acompanhe nossas publicações para saber mais sobre a paradisíaca Cancún.

Publicado em

14 dicas de viagem para Cancun

14 dicas de viagem para Cancun: planeje seu passeio perfeito

Cancun, uma viagem inesquecível.

Muitos são os motivos para Cancun ser um destino turístico de tanto sucesso. Sua versatilidade garante diversão e lazer para diversos públicos, seja em família ou com amigos, viajar para Cancun irá proporcionar uma experiência memorável para todos.

Mas, como em qualquer rota de sucesso, é preciso estar atento às pequenas armadilhas que esse paraíso pode causar ao seu bolso.

A melhor estratégia para garantir uma viagem perfeita é o planejamento e, para isso, defina o principal objetivo de sua viagem. Seja descanso, cultura, esportes de aventura ou compras, Cancun vai te proporcionar uma vivência ainda mais incrível se você souber se programar.

A seguir, você encontra dicas para aproveitar tudo nesse paraíso mexicano.

14 dicas de passeio para Cancun: como planejar sua viagem perfeita

Conheça as 14 melhoresdicas de viagem para Cancunque separamos para você!

#1 – Como chegar e se locomover

Quer mais liberdade em sua viagem? Alugue um carro!

Existem muitas alternativas para chegar à Cancun, os voos saem das principais metrópoles brasileiras como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Fortaleza, Belo Horizonte, Campinas e Manaus.

As escalas possuem normalmente uma parada, que podem ser em Bogotá, Cidade do México, Cidade do Panamá ou Estados Unidos. Atenção, se você não possui visto americano, escolha uma das alternativas que não passe pelos ianques, ou ficará preso no aeroporto!

Chegando à Cancun tenha certeza que será bombardeado por infinitas possibilidades de locomoção para chegar até seu hotel. Táxis, vans e até ônibus são alternativas, mas se você procura autoomia e economia, o melhor é alugar um carro.

As estradas de Cancun são ótimas e fáceis de trafegar, assim você também garante mais controle do seu tempo e, consequentemente, melhor aproveitamento da sua viagem.

#2- Documentação necessária

Fique atento aos documentos que deve ter em mãos.

Para entrar em Cancun é necessário passaporte válido. Os vistos, como mencionado anteriormente, só serão necessários se seu voo fizer conexão com os Estados Unidos.Contudo, se sua escala tiver parada no Panamá ou México, esse tipo de documentação não é requerida.

#3- Moeda utilizada

Você sabia que em Cancun não há somente uma moeda em circulação?

Em toda Cancun, a moeda corrente será o dólar americano, mas é interessante ter alguns pesos mexicanos no bolso, principalmente se o plano é fugir um pouco do circuito hoteleiro e desbravar mais da cultura mexicana conhecendo os arredores, como Tulum, IslaCozumel e Playa del Carmen.

Tenha ciência de levar uma boa quantia em espécie quando for conhecer essas regiões do entorno, já que muitas delas não trabalham com cartões de crédito devido a dificuldade do sinal de telefonia e internet.

Uma outraboa dica é ter em mãos uma tabelinha de conversão atualizada com a época da viagementre pesos, reais e dólares a fim de otimizar seus gastos e valorizar o dinheiro investido na viagem.

#4- Onde ficar

Para todos os gostos e bolsos, Cancun é versátil e dinâmicano quesito hospedagem.

Cancun é muito conhecida pelos seus resorts e hotéis 5 estrelas com a proposta All Inclusive, mas o que pouca gente sabe é que existem alternativas de qualidade exímia, para quem deseja economizar na hospedagem, como o caso dos hostels.

O lugar que você se decidir por ficar deve estar alinhado com o tipo de viagem que planejou para você e seus companheiros.

Se os anseios são sombra e água fresca, vale a pena pagar mais caro para ter todo o conforto inimaginável a seu dispor. Por exemplo, há o Resort Hyatt Ziva, o 5 estrelasqueridinho dos turistas, nele você terá a seu dispor mordomo na praia e todo o lazer e entretenimento dentro do seus próprio hotel.

Para quem não curte tudo incluso, uma ótima alternativa é o Grand Fiesta Americana Coral Beach Cancun, que não perde em qualidade, já que sua localização é excelente, bem “pé na areia”, além de piscinas e restaurantes maravilhosos.

O Hostel Mundo Maya possui ar condicionado e terraço, além de estar localizado próximo ao centro histórico de Cancun.

Para aqueles que fogem do agito uma boa saída é ficar nas regiões do entorno de Cancun, como Tulum ouCozumel. Um exemplo é o La Zebra Tulum, com uma pegada moderninha este hotel está pertinho dos principais restaurantes e comércio local.

#5- Onde fazer compras

De grandes marcas a artesanato local, você encontra de tudo em Cancun.

A versatilidade demarca o comércio de Cancun, seja para gostos refinados ou para quem é apaixonado pela cultura local, a cidade oferece uma ótima experiência de compras para todos.

O La Isla Shopping Village é um belíssimo shopping a céu aberto com um dossel encantador e guarnecido de lojas de grifes, além de museu e entretenimento. A galeria Luxury Avenue é ideal para quem procura grandes marcas em um só lugar.

Para os que valorizam a cultura local, nada como o Mercado 28 para adquirir artigos de artesanato e conhecer mais a fundo os mexicanos.

#6- Onde comer

Fuja do óbvio e prove também a culinária típica local.

Quando estamos em um país diferente do nosso, as aventuras gastronômicas são uma das experiências mais valorosas que podemos obter, por isso seguem algumas sugestões bem diferentes para comer em Cancun.

No restaurante Le Basillic, que fica dentro do hotel, Grand Fiesta Americana Coral Beach Cancun, você terá contato com o melhor da culinária mediterrânea e francesa.

Aqueles que preferem algo mais apimentado, nada como degustar da culinária mexicana no Señor Frog’s, que também chama atenção pelas performances que acontecem ao vivo no restaurante.

Parada indispensável,o Hard Rock Cafe é ideal para provar os tradicionais hambúrgueres americanos embalados no clássico rock n’roll.

Uma dica de viagem indispensável quando estiver em Cancun é provar a culinária típica local, para isso,o já citadoMercado 28é ideal.

#7- Praias

Águas cristalinas e areia branquinhas, um verdadeiro deleite.

As praias são obviamente o atrativo primordial para quem busca Cancun como destino de férias. Seu mar de águas cristalinas em tons turquesa é ainda mais belo que nas fotografias.

Na zona hoteleira oferecem a comodidade e o requinte de quem procura conforto e atendimento atencioso, mas quem decidir explorar a região não irá se arrepender ao encontrar cantinhos bem particulares e livres do aglomerado de turistas.

Playadel Carmen e Cozumel são localidades próximas e paradas indispensáveis para quem quer conhecer paisagens inesquecíveis e embarcar em aventuras como mergulho com cilindro ou snorkel.

#8- Bares e baladas

Se você procura agito vai adorar a vida noturna de Cancun.

A vida noturna de Cancun também faz jus a sua fama, pois há entretenimento para os mais diversos estilos,com as opções indo de bares à baladas, sempre recheadas de autenticidade e glamour.

Coco Bongo, talvez a mais famosa de Cancun, é uma mistura de balada, casa de shows e apresentação circense. Quem optar pela entrada VIP conseguirá aproveitar ainda mais, devido à melhor localização para assistir as apresentações e um bem servido open bar. As atrações se entremeiam entre performances no estilo Cirque du Soleil, shows de artistas famosos e DJs que tocam de tudo.

Mandala é outra balada renomada, mescla apresentações artísticas com performances DJs de música eletrônica e latina.

Os já citados SeñorFrog’s e Hard Rock Cafe são alternativas de bares bem interessantes, sendo o primeiro deles uma ótima pedida para quem busca diversão sem limites, com direito a subida no palco e desafios com tequila e o segundo, com uma pegada mais tranquila, mas não por isso menos divertida.

#9- Pontos turísticos

Conhecer mais sobre a cultura e história local também são parte indispensável desta viagem.

Para quem acredita que uma viagem só é perfeita se ela mesclar diversão e cultura, então temos uma ótima dica de viagem! Não deixe de incluir em sua rota, ChichénItzá, uma cidadezinha arqueológica Maia, bem próxima à Cancun.

É nesta região que está localizado o Templo de Kukulcán, monumento pertencente à civilização Maia, também conhecido como El Castillo, uma espécie de pirâmide, que na realidade trata-se de uma construção milimetricamente planejada, sendo somente um exemplo de tudo o que pertencia a essa civilização, também riquíssima em conhecimento matemático, astronômico e de escrita.

#10- Parques

Diversão para toda a família nos parques de Cancun.

Se você procura dicas de viagem para Cancun em família, não deixe de visitar ao menos um dos parques de Cancun e região.

Dos mais aclamados estão oXCarete oXel-Há. O primeiro deles possui uma proposta bem ecológica, com espaço para mergulho em rios subterrâneos, contato com fauna e flora local e muitas atividades culturais. É um grande clube de águas naturais, imperdível para conhecer um pouco mais das belezas naturais que os arredores de Cancun têm a oferecer.

A segunda sugestão, Xel-Há, não fica atrás em qualidade e beleza. Neste parque não há rios subterrâneos, mas um cenote coberto, que é uma espécie de caverna que atrai e encanta os turistas. A grande vantagem deste parque está na inclusão de todas as atividades no preço do ingresso, inclusive as refeições e bebidas.

Ainda há o Xplor, ideal para aventureiros de plantão, com atividades como tirolesa e mergulhos.

#11-(Mais) Passeios

Um museu submerso é o que te espera em Cancun.

São muitas as atrações para quem busca momentos inesquecíveis nesta viagem. Como já falamos um pouco anteriormente, os esportes de aventura como mergulho dos mais diversos tipos estão entre os preferidos entre os turistas de Cancun.

Um passeio imperdível é conhecer o Musa, museu submarino que teve como ideia a conscientização da preservação ambiental de Cancun e região, dando certo descanso para os arrecifes naturais que acabam sendo muito explorados pelo turismo.

São mais de 470 esculturas que foram submersas e acabaram virando morada para cardumes e recifes de coral.

Para os que não arriscam ir tão fundo, há várias opções de mergulhos com snorkel. A visita neste caso acontece em águas claras, calmas e rasas, onde é possível entrar em contato com recifes de coral multicoloridos e tartarugas marinhas. Este passeio pode ser desfrutado na Riviera Maya e Cozumel.

Ainda há possibilidade de mergulho com tubarões-baleia e navegar em uma moto submarina.

#12- Melhor época para ir

Atente-se ao calendário e aproveite tudo o que Cancun tem para lhe oferecer.

O período entre junho até novembro é conhecido pela temporada de furacões, embora seja improvável que um desses passe por Cancun justamente quando você foi viajar. De qualquer forma, é interessante evitá-los principalmente por conta das intensas chuvas que ocorrem nesses meses.

A alta temporada começa em dezembro e se alarga até abril, época em que também ocorre o Spring Break, na qual Cancun se vê tomada pelos americanos. É bom planejar, para evitar preços mais altos e aglomerações deste período.

No entanto, é defevereiro a maio, ou seja, dentro da alta temporada, que foram eleitos os melhores meses para visitar Cancun e seus arredores.

#13- Como economizar no paraíso

Aprenda a poupar, mesmo estando de férias!

Ainda que a temporada de férias seja um momento para relaxar, é importante saber aproveitar o melhor que seu destino sem gastar além do necessário.

As dicas para poupar em uma viagem à Cancun são, na realidade, válidas para qualquer roteiro. Primeiramente pesquise, desbrave sem medo os sites especializados em viagens, mas também leia muitos blogs de quem já curtiu e aprovou o destino que você planeja conhecer.

Os suvenires são indispensáveis? Então procure comprá-los em lugares não tão “turísticos”, uma dica perfeita para aplicar em Cancun é fazer essas comprinhas em lojas de conveniência e supermercados, os produtos serão os mesmos e você pagará muito menos por eles.

#14-Fuja do All Inclusive

Sua viagem dos sonhos está mais possível de acontecer do que você imagina.

Deixamos essa dica por último, exatamente para você perceber conosco como o All Inclusive não vale a pena.

Para entender melhor, o All Inclusive é uma prática muito comum oferecida pelos hotéis a fim de que seus turistas fechem pacotes completos de seus serviços. No entanto, como podemos perceber, é bem provável que você não fique apenas no hotel durante todo o período de sua estadia, aliás, nem é aconselhado, afinal, são muitos passeios e lugares interessantes para conhecer e seria um grande desperdício ficar apenas em um só local.

Há também a possibilidade, ainda que remota, de que você não goste dos serviços, ou mesmo do restaurante de sua hospedagem, imagine ter que ficar a mercê de algo que não te agradou durante todos os dias de sua estada?

A dica final de viagem para Cancun é saber aproveitar ao máximo tudo o que esse paraíso tem a lhe oferecer.

Gostou do nosso conteúdo? Com essa bagagem de conhecimento adquirida, agora só falta mesmo arrumar as malas, certo? Então, continue seguindo nossas publicações e boa viagem!